segunda-feira, 10 de julho de 2017

APOMETRIA

APOMETRIA

Resultado de imagem para apometria

CONCEITO
A Apometria é uma técnica de desdobramento espiritual induzida por energia mental de operador, encarnado. Trata-se de uma técnica anímica.

HISTÓRIA
CRIADOR: Quem primeiro experimentou o desdobramento induzido por um operador encarnado foi o Dr. LUIZ RODRIGUES, farmaceutico-bioquímico, natural de Porto Rico, radicado no Rio de Janeiro. O Dr. LUIZ RODRIGUES chamava sua técnica de Hipnometria. Em 1965 apresentou-a a um grupo de espíritas eminentes, em Sessão realizada no Hospital Espírita de Porto Alegre (HEPA), então presidido pelo Sr. Conrado Rigel Ferrari. O Dr. Luiz Rodrigues não era espirita e dele não mais tivemos notícias até seu desencarne.

DESENVOLVIMENTO E FUNDAMENTAÇÃO CIENTÍFICA: Dr. JOSÉ LACERDA DE AZEVEDO, nascido, em 12.6.1919, formado em medicina pela UFRGS em 1951, Cirurgião, ginecologista e, mais tarde, clínico geral renomado, homem de solida cultura; com conhecimentos aprofundados em Matemática, Física, Química, Botânica, História Geral, História da França, História do Cristianismo, História da I e II Guerras Mundiais, foi o responsável pelo desenvolvimento e fundamentação científica da Apometria. Dr. LACERDA, tinha formação e vivência espírita desde a juventude. Era formado em Belas Artes pela UFRGS, e sem nunca ter exposto, pintou diversos quadros com real valor artístico. Dr. LACERDA casou-se em 1947, com sua prima Sra. Iolanda Lacerda de Azevedo, mulher de grandes virtudes, médium dedicada e caridosa, ainda atuante na CASA DO JARDIM, onde carinhosamente recebe os enfermos aos sábados pela manhã.
O convite do Sr. Conrado Ferrari para assistir uma demonstração de Hipnometria, dirigida no Hospital Espírita de Porto Alegre, nos idos de 1965, foi a partida para que o Dr. LACERDA, homem de rara genialidade, desenvolvesse e fundamentasse cientificamente a APOMETRIA. Dr. LACERDA adotou o termo APOMETRIA (do grego "apo" = além de, separar e "metron"= medida), por entender que o termo Hiponometria era impróprio por dar a idéia de hipnose, que não tem qualquer relação com as técnicas de APOMETRIA.

O HOMEM SETENÁRIO
Corpos espirituais, corpos ou dimensões psíquicas, níveis mentais ou consciências, são termos que vem sendo usados para expressar a constituição do Homem em sua plenitude.

Atmico, Búdico, Mental Superior, Mental Inferior, Astral (emocional), Etérico e Físico

Esta terminologia é adotada pela Teosofia, Esoterismo, outros ramos do ocultismo e algumas religiões orientais. O Espiritismo considera o homem como uma triade: Corpo somático ou físico, perispírito e espírito. Para KARDEC alma e espírito são sinônimos. Para LACERDA, alma e perispírito é que deveriam ser sinônimos, pois este termo, envolve os diversos corpos sutis, até mesmo o etérico que, no entanto, é físico. Todos os pensadores da Igreja primitiva faziam distinção, como Paulo de Tarso, entre o espírito (pneuma), a alma intermediária (psiquê) e o corpo físico (soma).

CORPO FÍSICO
É objeto de estudo das Ciências biológicas. Para os espiritualistas reencarnacionistas (espíritas, teosofistas, esoteristas, umbandistas, budistas, induístas, e outros), o corpo físico é o instrumento para manifestação, experimentação e aprendizagem no mundo físico. Corpo e meio físico pertencem a mesma dimensão eletromagnética.

CORPO ETÉRICO
Envolve o corpo físico, tem estrutura extremamente tênue, invisível ao olho humano, de natureza eletromagnética e comprimento de onda superior ao ultravioleta, razão porque é dissociado por esta. Quando exudado de sensitivos ou médiuns proporciona os fenômenos espirituais que envolvem manifestações de ordem física como "materializações", teletransporte, dissolução de objetos e outros.O material exudado é conhecido por ectoplasma. Fragmentos deste material foram analisados em laboratórios e mostraram-se predominantemente, constituídos por elementos protéicos. Tal substância dissocia-se rapidamente pela ação da luz, porque a energia radiante da luz e mais forte do que a energia de coesão molecular que liga suas moléculas. O duplo etérico tem a função de estabelecer a saúde, automaticamente, sem a interferência da consciência. Funciona como mediador plástico entre o corpo astral e o corpo físico. Possui individualidade própria, mas não tem consciência. Promove a ação de atos volitivos, desejo, emoções, etc., nascidos na "Consciência Superior", sobre o corpo físico ou cérebro carnal. A maioria das enfermidades atinge antes o duplo etérico. As chamadas cirurgias astrais, via de regra, são realizadas neste corpo. O duplo etérico pode ser exteriorizado ou afastado do corpo físico através de passes magnéticos. É facilmente visto por sensitivos treinados. Dissocia-se do corpo físico logo após a morte e, a seguir, dissolve-se em questão de horas.

CORPO ASTRAL
Tem a forma humana e é, facilmente, visto por videntes. A sua forma pode ser modificada pela vontade ou pela ação de energias negativas auto-induzidas. A maioria das manifestações mediúnicas, ditas de incorporação, se processam através do corpo astral, o qual é dotado de emoções, sensações, desejos, etc, em maior ou menor grau, em função da evolução espiritual. Sofre moléstias e deformações decorrentes de viciações, sexo desregrado, prática persistente do mal e outras ações "pecaminosas". Separa-se, facilmente, durante o sono natural ou induzido, pela ação de traumatismos ou fortes comoções, bem como pela vontade da mente.

CORPO MENTAL
É o veículo de manifestação do "EU CÓSMICO" como intelecto concreto e abstrato. Nele a vontade se transforma em ação. É sede da mente e fonte da intelectualidade. O corpo mental tem forma ovóide, envolve o corpo astral e é mais, ou menos, desenvolvido em função da intelectualidade e, mais ou menos luminoso em função da evolução. E constituído de uma energia radiante, ainda desconhecida, porém visível por médiuns treinados. A aura, projeção luminosa visível por videntes treinados, ao derredor do corpo, físico, e resultante de projeções do corpo mental, revela o estado evolutivo de quem a projeta. O pensamento é força e a energia projetada é proporcional a potência da mente e vontade do emissor.

O corpo mental é formado por dois níveis:

MENTAL CONCRETO OU INFERIOR: É sede das percepções simples e objetivas como de objetos, pessoas, etc. É importante veiculo de ligação e harmonização do binômio razão-emoção. Viciações oriundas de desregramento sexual, uso de drogas outras podem atingir, se fixar e danificar este corpo.
MENTAL ABSTRATO OU SUPERIOR: E também conhecido como corpo causal. Elabora princípios e idéias abstratas, realiza análise, sínteses e conclusões. É sede das virtudes e de graves defeitos. Estamos pesquisando mas, contrariando o proposto pelo Dr. LACERDA e a maioria dos autores, cremos ser a verdadeira sede do caráter. A manifestação dos espíritos mais evoluídos, já libertos das emoções, ou daqueles mais intelectualizados, mesmo quando perversos como os mago-negros, se faz através deste corpo, incorporados ou por comandos à distância os maus. O Dr. LACERDA sugere que o corpo mental seja de natureza magnética, com freqüência muito superior a do corpo astral. Considerando que a energia de um campo radiante, de qualquer comprimento da onda, é igual a constante de Plack multiplicada pela freqüência da onda, isto é, W = h.n onde W = energia, h = constante de Planck (6,6128273 x 10-27 erg/s) e n = freqüência, conclui-se que o corpo mental deve necessariamente ter muito maior energia de propagação do que os campos mais densos como o físico, etérico e astral, cujas freqüências vibratórias são muito menores. Importância deste fato: A força da mente é poderosa e pode fazer o bem ou o mal, consoante, a intenção com que é projetada. Alguém já disse que todo pensamento bom é uma oração é todo o pensamento mau é um feitiço. Por outro lado quem vibra em amor, constrói ao redor de si um campo energético protetor contra a ação de mentes negativas (mau olhado, feitiço, magia negra, etc). Do mesmo modo, afins se atraem.

CORPO BUDDHI
Pouco se sabe sobre a forma e estrutura vibratória deste corpo que está mais próximo do espírito. Tão distante está dos nossos padrões e dos nossos meios de expressão que não há como descreve-lo. Trata-se de um corpo atemporal. Recentemente temos tido, através de médiuns videntes muito treinados, tênues percepções visuais e sensoriais relativas a este corpo.

CORPO ATMICO, ATMAN OU ESPÍRITO ESSÊNCIA
Alguns o chamam de "Eu Crístico, Eu Cósmico, ou eu Divino e constitui a Essência Divina presente em cada criatura. A linguagem humana é incapaz de descrever objetivamente o espírito. A milenar filosofia védica parece-nos mais esclarecedora. Brhaman, o Imanifestado, transcendente e eterno, ao se manifestar, torna-se imanente em sua temporária Ação; os indivíduos d’Ele emanados contém sua essência, assim como o pensador está em seus pensamentos. Assim, somos idênticos à Deus pelo Ser (Essência), mas diferentes d’Ele, pelo existir. Deus não "existe". Deus é, eternamente presente. Daí porque Jesus afirmou "Vós Sois deuses". O evoluir do Homem consiste em viver e experienciar em todos os níveis da criação, desde o físico até o Divino ou Espiritual, para, desta experiência, recolher conhecimento e percepções que propiciam o desenvolvimento harmonioso de seu intelecto e sensibilidade de maneira a tornarem-no sábio e feliz. Ao longo de sua jornada evolutiva a criatura humana sofre sucessivas "mortes" e vai perdendo seus corpos, sem perder os "valores" inerentes a cada um deles. É como a flor que na sua expressão de beleza pura, contém a essência do vegetal por inteiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário