quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Cartomancia e seus significados

Cartomancia. 

 SIGNIFICADO DOS NAIPES 


Copas: amor, abnegação, generosidade







Paus: intuição, sensibilidade, espontaneidade.

Ouros: ambição, espírito de iniciativa, interesse em finanças. 

Espadas: frieza, contrariedade, oportunismo.

SIGNIFICADO DOS VALORES
                                                      Ás: esforçado, dominador, carente, individualista. 
Dois: solidário, amigo, que age em conjunto.
Três: incerto, hesitante, pessoal, que se desenvolve individualmente.
Quatro: construtivo, justo, estruturado.
Cinco: desassossegado, discordante, mutável.
Seis: meditativo, adaptável, compreensivo, atento à vida.
Sete: penetrante, compreensivo, que anuncia um momento decisivo.
Oito: poderoso, organizado, com força de vontade.
Nove: apaixonado, sensual, filantrópico.
Dez: bem-sucedido, aperfeiçoado, bem terminado.
Valete: idealista, jovem.
Dama: estimulante, que reage, que julga e opina.
Rei: autoritário, vital, forte.

Início do Artigo 
SIGNIFICADO SIMPLIFICADO DAS CARTAS COPAS

Ás: uma carta de amor ou de uma pessoa muito querida. Harmonia em todos os sentidos. 
Rei: um homem influente e respeitado, disposto a oferecer incentivo e ajuda concreta. 
Dama: uma mulher insinuante e apaixonada que pode envolvê-lo profundamente.
Valete: amor de um jovem atraente e simpático. Uma aventura inconsequente. 
Dez: boa sorte no amor e nas finanças; esta carta anula o significado negativo de qualquer carta à sua volta.
Nove: a carta do desejo; indica sucesso em todos os aspectos da vida; ótima saúde.
Oito: uma real contribuição, que pode ser dada ou recebida, deve ser aceita sem reservas.
Sete: discussão que aprofunda e fortalece o relacionamento entre pessoas que se amam.
PAUS
Ás: um momento de realização. Estabilidade no trabalho, na família e no amor.
Rei: a presença de um amigo fiel e prestativo, que atinge seu objetivo sem prejudicar ninguém.
Dama: uma mulher sensual e amorosa; frivolidade nas atitudes; amores sem compromisso.
Valete: um amigo (homem ou mulher) traz a força e o idealismo da juventude para sua vida.
Dez: a experiência e a lealdade de alguém que está próximo vão ajudá-lo a crescer.
Nove: descontrole emocional; solidão indesejada; insatisfação.
Oito: serenidade é o que dá esta carta; prazer nas coisas simples e sem afetação.
Sete: um plano mal construído ou um progresso ilusório podem ser desastrosos. Cuidado.
OUROS
Ás: muita disposição, força de vontade e competência, que levam ao progresso.
Rei: um homem importante, capaz de exercer forte influência sobre os que o rodeiam.
Dama: um relacionamento positivo com uma mulher otimista, mas interesseira. Valete: um jovem sincero, mas problemático, aparece em sua vida. Um novo amor.
Dez: segurança financeira e profissional. Uma mudança que será bem-vinda.
Nove: um relacionamento afetado pela falta de sinceridade. Desapontamento.
Oito: um período de satisfação e sucesso merecidos. Uma viagem ou um novo amor.
Sete: fracasso ou prejuízo afetarão sua vida e sua paz de espírito.
ESPADAS
Ás: é a carta da força, que será necessária para enfrentar uma situação adversa. Se a carta aparecer invertida, um grande desgosto.
Rei: um homem forte e de temperamento difícil, que pode ser um inimigo perigoso.
Dama: uma viúva; uma mulher dissimulada e sem escrúpulos; intrigas. Valete: um estudante jovem e imaturo em suas reações; desgosto; traição.
Dez: más notícias; um grande e poderoso empecilho; o fim de um sonho.
Nove: presságio de perda; desânimo; divórcio ou separação amorosa.
Oito: um momento de calma numa tempestade; um abrigo seguro para problemas e tensões.
Sete: precipitação e incerteza nas ações; mudanças; novas esperanças.

Início do Artigo
 SIGNIFICADO COMPLETO DAS CARTAS
FIGURA DE COPAS ÁS DE COPAS

— Procura de afeto, sensibilidade e receptividade. Esta carta profetiza prazer, alegria, amor e fertilidade. Anuncia uma união romântica e indestrutível ou o nascimento de uma grande esperança. Se aparecer ao lado de uma carta de paus, seu significado de alegria se transforma no de harmonia. Se os ouros são maioria entre as cartas tiradas, a alegria provirá de muita sorte nos negócios ou na atividade profissional. Quando surge junto ao dois de espadas, indica dificuldades nos relacionamentos sociais e, quando está ao lado do nove de espadas, adverte que o consulente não deve ser tão presunçoso. Em qualquer posição, ela é um estímulo à felicidade.
DOIS DE COPAS — Alegria de estar em companhia de alguém ou de trabalhar conjuntamente. Esta carta anuncia uma mensagem de amor ou uma boa notícia. Também indica que a vida está cheia de pequenos prazeres, aos quais o consulente não está dando a devida atenção. Se a carta aparecer ao lado de uma figura do sexo oposto ao do consulente, mostra uma pessoa próxima disposta a dar o seu amor; se aparecer ao lado de uma do mesmo sexo, prevê o nascimento de uma grande amizade. Quando está entre cartas de ouros, adverte que o consulente precisa
FIGURA DE COPAS ÁS DE COPAS
— Procura de afeto, sensibilidade e receptividade. Esta carta profetiza prazer, alegria, amor e fertilidade. Anuncia uma união romântica e indestrutível ou o nascimento de uma grande esperança. Se aparecer ao lado de uma carta de paus, seu significado de alegria se transforma no de harmonia. Se os ouros são maioria entre as cartas tiradas, a alegria provirá de muita sorte nos negócios ou na atividade profissional. Quando surge junto ao dois de espadas, indica dificuldades nos relacionamentos sociais e, quando está ao lado do nove de espadas, adverte que o consulente não deve ser tão presunçoso. Em qualquer posição, ela é um estímulo à felicidade
DOIS DE COPAS — Alegria de estar em companhia de alguém ou de trabalhar conjuntamente. Esta carta anuncia uma mensagem de amor ou uma boa notícia. Também indica que a vida está cheia de pequenos prazeres, aos quais o consulente não está dando a devida atenção. Se a carta aparecer ao lado de uma figura do sexo oposto ao do consulente, mostra uma pessoa próxima disposta a dar o seu amor; se aparecer ao lado de uma do mesmo sexo, prevê o nascimento de uma grande amizade. Quando está entre cartas de ouros, adverte que o consulente precisa
procurar novas oportunidades para obter maiores ganhos ou uma promoção. Em qualquer posição, a carta indica novas perspectivas no amor, na amizade e na vida profissional.
TRÊS DE COPAS — Incerto em relação ao seu próprio bem-estar. A carta adverte que o caminho não está fácil para o consulente. Ele deve preparar-se para um aborrecimento amoroso, um retrocesso no trabalho ou uma avaliação malfeita. Também indica que ele não se leva a sério e, no fundo, seu maior inimigo é ele mesmo. É quase certo que por trás de tudo isso há muito medo às mudanças que possam vir a acontecer. Ele deve superar a inércia e as suas constantes dúvidas. Se a carta estiver precedida do nove de copas, significa que o consulente deve tomar uma atitude imediatamente, pois sua estabilidade futura está em risco. Porém, é preciso que sua escolha seja o mais conscienciosa possível.
QUATRO DE COPAS — Satisfação e prazer no trabalho e nas relações afetivas. A carta sugere que há possibilidade de encontrar a felicidade num trabalho que o consulente desenvolva com verdadeiro interesse. Ela também indica que, para conseguir alguma coisa importante, torna-se necessário sacrificar outras de menor importância. Quando a carta aparece no meio de duas cartas de ouros, anuncia uma razoável melhora nos ganhos ou a chegada de presentes inesperados. Se os paus são maioria entre as cartas tiradas, o quatro de copas mostra que o caminho está aberto para novas relações sociais. Quando próximo a outra carta de copas, indica que logo surgirá um novo romance ou uma nova amizade.
CINCO DE COPAS — Retrocessos, decepções amorosas. Esta carta significa a presença de frustrações, decepções, lágrimas e remorsos inúteis. Em geral, anuncia o fim de um caso amoroso ou mesmo de um casamento, ou o abandono de um projeto acalentado durante muito tempo. Entretanto, a pena não será muito grande ou muito prolongada, pois o consulente sabe que essa situação que se desfaz é insustentável. Além disso, a carta indica que, uma vez que a mágoa seja superada, uma grande sensação de alívio trará muita tranquilidade. Em todo caso, o cinco de copas mostra que é necessário tirar proveito das coisas desagradáveis que nos acontecem. É preciso aprender a lição.
SEIS DE COPAS — Amabilidade sem perturbações. A carta mostra o caminho ascendente para conquistar a felicidade. Há muitas maneiras de alcançar o sucesso, de satisfazer os desejos acalentados durante muitos anos ou conquistar o amor por muito tempo esperado, mas todas elas exigem empenho, trabalho e sacrifício. Por isso, a carta também adverte que é necessário ter muita calma. Se a carta aparecer no meio das cartas tiradas, indica que o consulente terá de fazer uma escolha importante no futuro imediato. Se aparecer num dos cantos inferiores das cartas tiradas, indica que é preciso encontrar outro caminho para alcançar o sucesso.
SETE DE COPAS — Diferenças de opinião entre amantes. Tradicionalmente, esta carta significa uma discussão entre duas pessoas que se amam. Porém, o desentendimento é apenas passageiro, porque, na verdade, após a discussão, os sentimentos ficam mais claros e cresce o entendimento entre os amantes. Se a carta estiver perto do nove ou dez de espadas ou do dez de paus, indica que o consulente deve tomar muito cuidado com o que fala, porque pode ferir alguém muito querido. Quando aparece no meio das cartas tiradas, adverte que a pessoa deve estar mais atenta em relação aos seus afetos, pois está negligenciando ou se esquecendo daqueles que a amam.
OITO DE COPAS — A força que atua sem ser vista. Esta carta representa um presente que o consulente receberá ou dará a alguém. Porém, este presente não é tangível, ou seja, não é material. Pode ser amor, saúde, conhecimento, sabedoria ou paz. Em qualquer um dos casos, ele deve ser aceito ou dado espontaneamente. Quando a carta aparece à esquerda das cartas tiradas, significa que a pessoa receberá um presente muito importante, que não deve ser recusado nem aceito com suspeitas. Quando aparece na fileira de baixo das cartas tiradas, indica que o consulente poderá ajudar uma pessoa estranha e que, por essa ajuda, receberá um surpreendente benefício.
NOVE DE COPAS — Prazer, alegria, felicidade. Esta carta simboliza uma felicidade que supera todas as expectativas. Se o consulente deseja alguma coisa, certamente a obterá, embora de maneira inesperada. Em muitos sentidos, o nove de copas é a carta mais auspiciosa de todo o baralho. Ela também significa prosperidade e desenvolvimento espiritual, autoconhecimento e bem-estar material. Se o nove de ouros aparece na mesma fileira que esta carta, o consulente conquistará a fama. Se aparecer ao lado de uma figura, indica que uma pessoa lhe dará muita alegria. Mas se o três de ouros estiver no meio destas duas cartas, anuncia que a felicidade será perturbada pelo ciúme.
DEZ DE COPAS — Independência afetiva, boa sorte. Esta carta representa um mensageiro que traz boas notícias, mas as boas novas são tão inesperadas que obrigam a
modificar todos os projetos estabelecidos. Como é uma carta de sorte, o dez de copas também traz otimismo e estimula a vida do consulente. Para saber quais são as boas notícias, basta ver as cartas vizinhas a esta: um rei ou uma dama ao lado anuncia a visita de velhos amigos; um oito, o encontro com uma pessoa jovem; ouros revelam uma boa entrada de dinheiro; e copas indicam a proximidade de um casamento ou do nascimento de uma criança. Esta carta anula o valor negativo de cartas próximas.
VALETE DE COPAS — Um jovem sedutor, um jovem alegre, um trapaceiro. Quando o valete de copas aparece, o consulente pode ficar tranquilo, pois ele anuncia que um período sem preocupações está se aproximando. Pode significar uma aventura amorosa, umas férias fantásticas, uma amizade muito especial, uma festa ou qualquer outro acontecimento muito agradável que interrompe a rotina da vida cotidiana. Também anuncia uma relação muito romântica e estimula o prazer físico. Se a carta aparece junto a uma carta de espadas, adverte ao consulente para tomar cuidado e não se exceder nos seus prazeres. Se estiver ao lado de uma carta de paus, avisa que esse “grande amor” é passageiro.
DAMA DE COPAS — Forte atração, magnetismo, sensualidade e beleza. Esta carta representa alegria, felicidade e amor. As ações simbolizadas por esta dama são determinadas pelo instinto, pela emoção, e nunca pela razão. Significa também uma fonte de ideias, que inspira todas as pessoas à sua volta. Quando ao lado da dama aparece uma carta de ouros, isto indica que o consulente deve tomar cuidado com os assuntos financeiros. Se aparecer no centro das cartas tiradas, e o consulente for mulher, ela representa a própria pessoa; se o consulente for homem, ela anuncia que uma violenta paixão está a caminho e que em futuro próximo conhecerá a felicidade.
REI DE COPAS — Amor paterno. Este rei representa um homem de grande integridade, respeitado e generoso. Ele é uma pessoa séria, que prefere se manifestar por meio de suas ações e não de suas palavras. Se a carta aparece junto a um valete, e o consulente é mulher, indica que ela está tentando encorajar e estimular um homem jovem. Quando aparece junto à dama de copas, anuncia uma união amorosa feliz e indestrutível. Um consulente homem que tenha esta carta no meio das outras cartas tiradas alcançará as altas qualidades simbolizadas pelo rei de copas. Porém deverá se esforçar para atingir essa meta, abandonando as coisas supérfluas.

Início do Artigo
 FIGURA DE PAUS ÁS DE PAUS 

— Expectativa, paixão, “eu quero” Esta é a carta do talento. Ela indica ambição, energia e muita imaginação, além de uma desenvolvida capacidade para lidar com os sentimentos e emoções dos outros. Se paus for o naipe dominante na consulta, esta carta prepara o consulente para um revés em sua vida social. Junto de cartas de copas, ele anuncia um insucesso no amor ou na carreira. Entre cartas de ouros, o ás de paus incentiva o consulente a se valer mais de seus talentos para atingir seus objetivos, principalmente nas finanças. Junto de espadas, a carta mostra o consulente desencorajado por contratempos insignificantes.
DOIS DE PAUS — Convívio, favorável a relacionamentos O dois de paus sempre se refere a um convite, e sua natureza e importância na vida do consulente são muito variáveis. Se aparecerem figuras junto dele, o convite levará a novas amizades. Se as figuras representarem o sexo oposto ao do consulente, a carta fala de um novo amor que começa numa festa. Junto de cartas de ouros, o dois de paus indica que a aceitação do convite trará vantagens financeiras. Se copas for o
naipe predominante, o convite ajudará o consulente a superar impedimentos para obter algo que deseja há muito tempo. Se o dez de espadas aparecer, o convite não deve ser aceito.
TRÊS DE PAUS — Indecisão, problemas de relacionamento Tradicionalmente, esta carta anuncia um período negativo para o consulente, em que sua vida social será perturbada por uma situação que envolve menosprezo, exclusão ou malícia. Sempre que aparece, a carta é um aviso para o consulente, que deve reagir com calma e superioridade e observar as demais cartas, pois elas o ajudarão a inverter a situação em seu benefício. Principalmente se o três de paus ficar entre uma carta de copas e uma de espadas, quando serão necessários autocontrole e magnanimidade. Neste caso, acessos de raiva ou paixão poderão comprometê-lo seriamente.
QUATRO DE PAUS — Segurança, tranquilidade e aceitação graças ao trabalho criativo Esta carta se refere a relacionamento de amizade, profissional, social ou amoroso, e sempre num ritmo positivo e crescente. O consulente é amado e respeitado por todos que o rodeiam, mas pode sentir-se triste, solitário e sem apoio porque modéstia e inflexibilidade para consigo mesmo são suas características mais marcantes, e, frequentemente, elas o impedem de valorizar-se. Ele precisa apenas abrir esta porta para avaliar sua situação com mais confiança e clareza, e muitas outras portas lhe serão abertas, pois competência, disposição e sinceridade não lhe faltam.
CINCO DE PAUS — Conflito, mudança de tática Esta carta simboliza a busca da harmonia entre dois velhos amigos, que pode estar ameaçada por uma séria diferença de opinião, por rivalidade ou por ciúme. São pessoas do mesmo sexo e ambas serão prejudicadas pela situação. Num dos cantos superiores, o cinco de paus se refere a um desentendimento que o consulente pode evitar. Num dos cantos inferiores, a carta indica que o consulente não é responsável pela desavença, e que ele deve se preparar para enfrentá-la. Nos dois casos, as outras cartas da consulta ajudarão a determinar a natureza do problema e a escolher o melhor caminho a seguir.
SEIS DE PAUS — Vitória, alegria, boa sorte Tradicionalmente, esta é a carta da boa sorte, que traz sucesso e popularidade, junto com dinheiro e até mesmo um novo amor. Pode estar associada a uma mudança de residência ou de emprego, ou a uma viagem. Mas o consulente deve precaver-se, pois a prosperidade pode atrair inveja ou ciúme, principalmente se ele se deixar dominar pela presunção e pelo orgulho. Se a carta estiver próxima do dois ou dez de espadas, ou do cinco de ouros, ela aconselha o consulente a refletir sobre sua vida e seus sentimentos, e a tentar diferenciar o que é sério do que é diversão, pois essa harmonia está perturbada.
SETE DE PAUS — Um alerta contra a precipitação e a autocomplacência Ousadia e grandes ideias não faltam quando esta carta aparece. Mas, para que se concretizem, são necessários cuidado, constância e dedicação. Se copas for o naipe mais próximo, é um lembrete de que prazer não é tudo na vida. Próxima de paus, a carta previne o consulente sobre um envolvimento duvidoso, que pode prejudicar suas finanças ou sua reputação. Numa posição central, ela indica que o consulente não está se valendo de suas reais possibilidades numa determinada situação. Em qualquer posição, o sete de paus é somente uma advertência, jamais um presságio de algo que vai acontecer.
OITO DE PAUS — empenho pelo próprio equilíbrio Tradicionalmente, esta é a carta da paz de espírito, em que o consulente desfruta dos prazeres mais simples com toda tranquilidade. Seu espírito rejeita a ambição e a luxúria e deixa-se divagar livremente. Quando o oito de paus aparece, ele simboliza uma proteção contra eventuais forças negativas com que a pessoa pode contar durante muito tempo. Se estiver no
meio e ouros for o naipe dominante da consulta, a carta aconselha o consulente a confiar mais em si mesmo, particularmente se ele estiver vivendo um momento decisivo e dinheiro e posição estiverem em jogo.
NOVE DE PAUS — Agitação, envolvimento emocional Esta carta prenuncia para o consulente o desenvolvimento de uma situação ligada a relações familiares e sociais. Ela não se refere ao amor, pois o relacionamento indicado pelo nove de paus envolve várias pessoas. Se aparecer junto com o nove de ouros, ela pressagia uma promoção ou uma vantagem financeira. Com o nove de copas, a carta simboliza aprovação, reconhecimento, regozijo. Se for seguido pelo nove de espadas, ela prepara o consulente para enfrentar muitas atribulações. Mas elas não serão insuperáveis, pois o nove de paus é sempre uma mensagem de realização.
DEZ DE PAUS — Um estímulo que completa, que realiza Para a tradição cigana, esta carta significa adoção. Seu sentido genérico é esse mesmo, uma adoção de ideias, uma inspiração, em que o consulente recebe um alento positivo de renovação. A carta não é o consulente, mas alguém muito próximo e com quem ele tem muita diferença de idade. Para uma pessoa mais madura, o dez de paus costuma ser um filho ou mesmo um neto. Para alguém mais jovem, a carta representa um amigo íntimo. Sua influência é sempre bem-vinda, e conseguirá despertar o consulente para um modo de vida mais gratificante e construtivo se ele estiver apto a assimilar toda a força da carta.
VALETE DE PAUS — Um amigo bom e laborioso O valete de paus representa um amigo sincero e solícito, que não perde uma oportunidade para favorecer o consulente, mesmo quando isso o prejudica e mesmo que não receba reconhecimento. Para determinar o seu sexo, a pessoa que lê as cartas deve olhar nos olhos do valete: se estiverem voltados para o centro das cartas, o amigo é do sexo oposto ao do consulente; se o valete estiver olhando para fora, o amigo é do mesmo sexo. Numa consulta, o valete sempre chama a atenção para a desigualdade dessa relação e pode anunciar uma situação decisiva entre eles, em que a própria amizade estará em jogo.
DAMA DE PAUS — Oportunismo, praticidade A dama de paus revela a presença de uma mulher aparentemente amigável e calorosa, mas superficial e inconstante no seu íntimo. Ela é dissimulada e se apega sempre ao lado mais excitante das situações. A carta não representa uma influência essencialmente negativa, mas se o consulente for inseguro ou muito suscetível deve preparar-se para conviver com a instabilidade dessa encantadora presença. Se ela aparecer junto com a dama de espadas, há o prenúncio de um confronto entre as duas. Nesse caso, a dama de espadas será favorecida, pois conta com maior discernimento, raciocínio penetrante e poderoso autocontrole
REI DE PAUS — Realização, concretização de ideais O rei de paus simboliza um amigo talentoso e competente, que cuida de seus interesses com honestidade e dedicação. Ele é sempre uma influência positiva numa consulta, principalmente se aparecer junto com a dama de ouros, cuja determinação funciona como um poderoso incentivo para ele. Já com a dama de espadas, ele anuncia um problema sério em família, que pode chegar a um rompimento definitivo entre duas pessoas. No centro, para os homens, ele representa o próprio consulente. Para as mulheres, refere-se a um homem dotado dessas características, que é ou será importante em sua vida.

Início do Artigo
FIGURA DE OUROS ÁS DE OUROS



— Ambição, Autoconfiança O ás de ouros é tradicionalmente associado a dinheiro. Ele envolve sempre a ambição, aplicada com um poder construtivo, que move o consulente na direção de seus objetivos. Não se trata, no entanto, de uma carta essencialmente positiva, pois, ao mesmo tempo que indica progresso, é um indício de insatisfação e de uma busca incansável. À esquerda de um nove ou dez de espadas, ela indica que o consulente deve moderar sua conduta, para evitar uma precipitação dos fatos. Cartas de espadas à direita indicam que deve haver uma mudança de rotina ou de enfoque nos planos para o futuro imediato.
DOIS DE OUROS — Trabalho em conjunto em finanças e outros empreendimentos. Esta carta anuncia uma mensagem sempre agradável e positiva em relação a negócios ou dinheiro. Se aparecer ao lado de cartas de espadas, pode indicar alívio ou conforto numa situação negativa. Se estiver no centro, a carta avisa que os efeitos dessa novidade são mais amplos do que parecem ser à primeira vista, podendo inverter uma situação ou transformar uma circunstância aparentemente adversa. Quando está num dos cantos, o dois de ouros refere-se a um evento que não tem relação direta com o consulente. À direita, a carta significa que um investimento, mesmo pequeno, será largamente recompensado.
TRÊS DE OUROS — Dúvida em assuntos financeiros
Esta carta identifica um documento legal referente a transações comerciais ou imobiliárias. Em algumas situações, envolve compromissos sérios na vida do consulente, como uma adoção, um divórcio ou um casamento. Mas ela não avalia o resultado dessa situação. Para isso, deve-se considerar a carta que fica imediatamente acima dela. Se for um sete de ouros, a solução não será favorável ao consulente. O nove de ouros tem o mesmo significado, e adverte que o preço será alto. Ao lado de cartas de copas, o três de ouros indica que a sociedade ou aliança comercial trará ótimos resultados.
QUATRO DE OUROS — Certeza, concentração, segurança financeira Em qualquer contexto, esta carta sempre indica sucesso no campo financeiro, comercial ou profissional, principalmente para as mulheres. Não se trata de um passe de mágica, de algo que pareça cair do céu, mas do progresso alcançado com esforço e muito trabalho. Quando ocupa um lugar de destaque na disposição das cartas, o quatro de ouros simboliza ascensão profissional ou união com uma pessoa abastada. Neste caso, se o casamento for motivado pelo interesse, a carta prepara o consulente para enfrentar aborrecimentos, pois a busca da segurança financeira certamente comprometerá sua liberdade e felicidade.
CINCO DE OUROS — Vacilação nos assuntos financeiros Esta carta sempre se refere a um conflito entre duas pessoas próximas entre si. São marido e mulher, pai e filho ou grandes amigos que divergem seriamente. Não há paixão ou rancor nessa situação e, provavelmente, essas pessoas têm muita afinidade, embora estejam separadas por diferenças de valores, sonhos ou desejos e façam planos divergentes para o futuro. Dinheiro pode fazer parte dessa pendência, mas não é essencial e não encobre o motivo real do conflito. Numa posição central, a carta localiza o conflito dentro do próprio consulente, que aparece instável e hesitante, incapaz de tomar uma decisão firme,
SEIS DE OUROS — O confronto, a aplicação da lei de causa e efeito Esta é a carta da saúde, do bem-estar, da segurança econômica. Pode indicar uma vida em condições muito confortáveis, ou mostrar um caminho para obtê-la. Quando aparece num dos cantos, o seis de ouros anuncia uma escolha entre a tranquilidade (onde se incluem segurança financeira e paz de espírito) e a emoção de uma aventura, com seus riscos e incertezas. Se estiver num dos cantos superiores, a carta mostra o consulente inclinado na direção da aventura. Num dos cantos inferiores, ele está mais propenso a decidir-se por sua tranquilidade, segurança e conforto.
SETE DE OUROS — Frustração, desapontamento com uma fraqueza Um problema de difícil solução é a mensagem desta carta. Pode estar no trabalho, nos estudos ou na vida doméstica, mas terá sempre um fundo financeiro. Para determinar a natureza real do problema, as demais cartas precisam ser consideradas. Se estiver próximo de cartas que trazem força e bons conselhos (como o rei de copas, por exemplo), indica que o problema será superado. Num dos cantos superiores, o sete de ouros simboliza um avanço do consulente, caso ele não se desespere. Num dos cantos inferiores, a carta anuncia uma desventura na vida profissional ou social do consulente, que só ele poderá evitar.
OITO DE OUROS — Considerável sucesso, com autocontrole e determinação Equilíbrio e competência nas finanças estão presentes quando o oito de ouros aparece. A carta mostra o consulente agindo de maneira prática e objetiva, assimilando todas as nuanças da situação. É a presença de um poder tolerante, moderado, harmonioso. Mas, se aparecerem várias cartas de ouros, elas advertem que o julgamento não deve prender-se unicamente ao lado financeiro da situação. Quando o nove ou dez de espadas seguir o oito de ouros, o conselho é contrário a um investimento pouco promissor. Se paus for o naipe predominante na consulta, a carta se refere a um investimento seguro.
NOVE DE OUROS — Desejo intenso, insatisfação Para os ciganos, esta carta confere sempre um significado pouco confiável às situações, simbolizando falsidade, fraude, traição. Basicamente, ela representa desejos atendidos, sem ser uma garantia de felicidade ou mesmo de satisfação para o consulente. A menos que a carta apareça junto do nove de copas, quando significa que a fortuna e a felicidade virão juntas. Se a consulta envolver um problema de relacionamento amoroso, sua solução será determinada pelas figuras que aparecerem ao lado do nove de ouros. Acima, à esquerda, a carta simboliza um momento de satisfação, graças a um objetivo atingido.
DEZ DE OUROS — Plena consciência do valor da propriedade Esta carta mostra o consulente muito absorvido com o lado financeiro de sua vida, e obtendo muito sucesso. Mas ele não está feliz nem realizado; está aborrecido e preso a uma rotina, indiferente ao seu lado espiritual, negligenciando seus gostos e prazeres mais caros. Numa posição central, o dez de ouros pode indicar uma união com um parceiro muito bem-sucedido que favorece o seu futuro. Num dos cantos inferiores, a carta prevê uma súbita e grata quebra da rotina: um presente inesperado, que pode ser dinheiro, uma viagem ou uma oportunidade que o consulente não deve desprezar.
VALETE DE OUROS — Uma negociação, o benefício da dúvida Geralmente esta carta se refere a um jovem, mas também pode representar uma pessoa mais madura. Significa sempre uma pessoa em conflito, que está numa encruzilhada da vida, e não sabe para que lado se voltar. É alguém mergulhado em si mesmo, com dificuldade para se comunicar. A posição torna-se ainda mais ingrata porque o caminho mais lógico não o satisfaz, e ele compreende que terá de enfrentar circunstâncias negativas. Para vencê-las, ele deve agir construtivamente e se apoiar na força positiva da carta. Isso o ajudará a fazer a escolha certa. Num dos cantos, a carta indica que alguém desaparecerá da vida do consulente.
DAMA DE OUROS — Atuação empresarial, envolvimento social A dama de ouros indica uma personalidade feminina muito forte e autoritária, capaz de reger seu destino por si mesma, dirigindo sua vida numa direção positiva, para torná-la rica, promissora, jubilosa. Para os homens, a carta anuncia um encontro com uma mulher que apresenta essas características e que será muito importante em sua vida. Se ao lado aparece uma dama de espadas, (símbolo de refinamento e intuição),a dama de ouros perde muito da sua força. Sua melhor combinação se dá com o rei de paus: se estiver próximo, será vivamente incentivado pela influência da dama de ouros.
REI DE OUROS — Praticidade, perspicácia nos negócios O rei de ouros simboliza um homem enérgico, inteligente e talentoso, mas sujeito às mais acentuadas variações de humor. Se o consulente for mulher, a carta se refere a um encontro e, provavelmente, a um relacionamento com um homem que apresenta essas características. Quando aparece acima, à direita, a mulher terá a oportunidade de ligar seu destino ao rei de ouros. Para o homem, essa posição prevê um relacionamento entre ele e outro homem igualmente forte e vibrante, que poderá evoluir para uma grande amizade ou uma sociedade favorável para ambos.

Início do Artigo
 FIGURA DE ESPADAS ÁS DE ESPADAS


 — Força espiritual, reflexão O ás de espadas simboliza uma acumulação de força e de energia extraordinária na vida do consulente, que poderá ser necessária a qualquer momento. Se aparecer no canto superior direito, a carta anuncia um confronto e aconselha o consulente a tentar manter o controle da situação. Num dos cantos inferiores, a carta se refere a um momento de instabilidade, que pode ser um descontrole emocional, uma emergência ou um amargo desentendimento no campo profissional, envolvendo um superior. Se aparecer invertido, o ás de espadas se refere a uma grande tristeza.
DOIS DE ESPADAS — Intrigas, manipulação Encorajamento é a mensagem desta carta. Ela se refere a uma situação negativa, de pouca importância por si só, mas que funciona como um teste para o consulente, onde sentimentos adversos e depressivos, como vingança, rancor ou um profundo desagrado, serão despertados. Se aparecer junto a uma figura, o dois de espadas aconselha o consulente a afastar a raiva e a conter as lágrimas, pois, se ele superar esse obstáculo, muitas portas lhe serão abertas. Se a carta estiver numa posição central, ela recomenda muita paciência, pois, nesse momento, a irritação poderá comprometê-lo seriamente.
TRÊS DE ESPADAS — Indecisão, resistência passiva O três de espadas se refere a um problema que o consulente irá enfrentar, e que lhe parecerá insignificante. Mas o fato de a carta aparecer indica que as coisas não são tão simples como parecem e que o seu comportamento diante desse obstáculo poderá ser de vital importância para o seu futuro. Se estiver numa posição central, a carta aconselha o consulente a agir com calma e paciência. Se houver uma figura de espadas por perto, o três aconselha o consulente a usar de amabilidade e consideração para com pessoas que não lhe inspiram muita confiança, pois tê-las a seu lado é a melhor estratégia.
QUATRO DE ESPADAS — Paz de espírito, estabilidade
O quatro de espadas é uma promessa de calma, de tranquilidade e de recuperação, depois de uma enfermidade ou de um período de preocupação, de angústia ou de ansiedade. O consulente está enfraquecido e desgastado e precisa refazer suas energias. Se aparecer próximo de um ás ou valete de copas, a carta tem seu significado reforçado, e o consulente sairá do problema mais rapidamente. É um mau presságio se o quatro de paus aparecer na mesma consulta, pois a sua melancolia pode dificultar a reação do consulente contra a adversidade e retardar a chegada do período positivo.
CINCO DE ESPADAS — Perda, separação O caráter da separação ou da perda que esta carta anuncia é sempre irrevogável, definitivo. Pode referir-se a uma pessoa, a um plano, a uma carreira, a um ideal. Sua natureza e o efeito que ela terá sobre o consulente serão determinados pelas outras cartas da consulta. Com várias cartas de copas, ela se refere ao campo amoroso. Próxima de cartas de ouros, ela influenciará a vida profissional ou as finanças. A predominância de cartas de espadas será um sinal de luto ou divórcio. Com paus, um sério desentendimento com um amigo. Ansiedade, amargura e tristeza são os prenúncios dessa carta, essencialmente negativa.
SEIS DE ESPADAS — Ansiedade, solicitude, responsabilidade Ansiedade é o significado desta carta. Ela sempre anuncia um período de tensão que o consulente terá de enfrentar. Ele pode sentir-se ameaçado ou desencorajado a tomar uma atitude em seu próprio benefício. Para determinar se essa dificuldade terá uma solução favorável, ele deve primeiro ver as demais cartas da consulta, e depois refletir calmamente sobre a situação, pois somente ele conhece todas as suas implicações. Cabe ao próprio consulente descobrir como utilizar melhor sua energia e dominar sua ansiedade. Excepcionalmente, a carta pode referir-se a uma doença do consulente ou à de um amigo.
SETE DE ESPADAS — Inversão, súbita mudança Quando o sete de espadas aparece, ele traz ao consulente uma mensagem de mudança, de quebra, pois é a carta da divisão. Mas traz também coragem para encarar a vida de um ponto de vista positivo e, por isso, não deve ser recebida com pessimismo. Ela indica que, no fundo, as possibilidades não são tão promissoras como podem parecer e aconselha o consulente a reavaliar os seus planos, pois apenas parte de suas aspirações será concretizada. Ele deve usar de diplomacia para enfrentar situações inesperadas, que incluem novos obstáculos e desencontros. Mas nada disso será insuperável nem definitivo.
OITO DE ESPADAS — Inércia, vulnerabilidade, desistência O oito de espadas aparece para advertir o consulente de que ele está desperdiçando tempo e energia, vivendo uma situação de enganosa paz e tranquilidade. Por tédio, displicência ou desânimo, ele tende a se deixar levar pela inércia em que sua vida está se desenvolvendo, sem ver nenhum de seus objetivos realmente atingido. Essa é uma situação de realização apenas aparente, e a carta o chama à realidade, aconselhando-o a reagir, acordar e ver que a vida continua e está cheia de surpresas. Ele precisa de mais disposição e determinação, e de se convencer de que protelar não é resolver.
NOVE DE ESPADAS — Perda do autocontrole, uma aventura
Esta carta é conhecida como uma representação do medo. O consulente está inseguro e temeroso diante da forte possibilidade de uma mudança radical em sua vida. Para os mais jovens, o nove de espadas pode ser o início da vida adulta, independente. Para o consulente mais maduro, a carta pode referir-se a uma ameaça à sua segurança, ao seu modo de vida. Se aparecer no centro, a carta aconselha o consulente a ampliar seus horizontes e não permitir que antigos laços o impeçam de realizar-se no futuro. Acima, à esquerda, o nove de espadas indica que a decisão de mudar, ou não, depende do próprio consulente
DEZ DE ESPADAS — Falha, impedimento, desapontamento O dez de espadas é sempre uma barreira, um obstáculo na vida do consulente, que pode lançá-lo no desânimo e na amargura e obrigá-lo a renunciar. Se estiver numa das pontas, a carta indica que as coisas podem caminhar para uma solução satisfatória se o consulente se adaptar às circunstâncias adversas. No centro, a carta ainda é um impedimento sério, mas estará suscetível à influência das outras cartas, e o consulente poderá contar com a ajuda de um fato novo, desconhecido. As melhores combinações são com as cartas de copas, principalmente o dois e o dez, e as mais negativas são com o três e o cinco de espadas.
VALETE DE ESPADAS — Uma busca desequilibrada, presunção O valete de espadas é uma influência positiva que surge na vida do consulente. Ele representa uma energia jovem, mas imatura que poderá evoluir para as características do rei ou da rainha de espadas, dependendo do seu sexo. Se o consulente for mulher, o valete de espadas representa um homem ardente e sensível, que lhe proporcionará momentos de intensa emoção. Para o homem, a carta pode ser uma jovem voluntariosa que despertará o seu interesse e exigirá muita atenção. Nos dois casos, o consulente deve estar preparado para as surpresas de um relacionamento marcado pela instabilidade de um temperamento difícil.
DAMA DE ESPADAS – Intuição, objetividade, poder de observação A tradição cigana vê uma viúva ou uma morena nessa carta. Trata-se de uma interpretação superficial, mas coerente: numa consulta, a dama de espadas revela a presença de uma mulher extremamente hábil em esconder seus sentimentos atrás de um manto de dignidade e mistério. É uma personalidade brilhante e capaz de exercer influência sobre todos que a cercam, principalmente se isso a interessar. Para o consulente, ela é sempre um contato enriquecedor, mas é preciso ter muito cuidado: ela sabe ser uma inimiga implacável, e não é difícil desagradar a essa mulher exuberante, instável e caprichosa .
REI DE ESPADAS — Intuição, manipulação, inteligência Essa carta revela uma presença masculina forte e ambiciosa na vida do consulente. O rei de espadas é decidido e maduro em suas atitudes, e extremamente hábil em controlar situações e pessoas. Nada disso o impede de ser justo e afável em seus julgamentos. Num relacionamento amoroso, o rei de espadas precisa apenas receber sinceridade e calor para tornar-se um companheiro inesquecível. Para os homens, se a carta ficar no centro da consulta, ela representa o próprio consulente. Para as mulheres, a mesma posição se refere a um homem importante em sua vida: pai, irmão, marido ou amante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário