quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Superstição ou Crendices

Superstição ou Crendices
É a crença baseada na idéia de que determinadas atitudes, números ou palavras trazem azar ou sorte. Pode ser pessoal, religiosa ou cultural. Pode ser classificada como superstição religiosa a atitude de abrir uma página da Bíblia ao acaso acreditando que irá obter a resposta para sua aflição.

Conheça algumas crenças culturais universais:


GUARDA-CHUVA
Dentro de casa, o guarda-chuva deve ficar sempre fechadinho. Segundo uma tradição oriental, abri-lo dentro de casa traz infortúnios e problemas de saúde aos familiares.
GATO PRETO
Na Idade Média, acreditavam-se que os gatos eram bruxas transformadas em animais. Por isso, a tradição diz que cruzar com um gato preto é azar na certa. Essa superstição teve origem na Idade Média, quando se acredita que os felinos, devido a seus hábitos noturnos tinham pacto com o demônio, principalmente se o bichano fosse de cor negra, pois essa cor era associada às trevas.
TREVO DE 4 FOLHAS
Raramente é encontrado um Trevo de 4 folhas e, quando isto acontece, é interpretado como sinal de boa sorte, possibilitando-se alcançar a realização de suas aspirações e desejos.
O NÚMERO 13É tido ora como sinal de infortúnio, ora de bom agouro. Se uma sexta-feira cair no dia 13 de um mês é um mau sinal. Todo cuidado é pouco nesse dia.
O número treze é tão temido que há lugares onde os prédios não possuem o décimo terceiro andar.

ESPELHO QUEBRADO
A superstição prega que serão sete anos de má sorte. Ficar se admirando num espelho quebrado é ainda pior - significa quebrar a própria alma. Ninguém deve se olhar também num espelho à luz de velas. Não permita ainda que outra pessoa se olhe no espelho ao mesmo tempo que você.
FERRADURA
Segundo registros, o objeto já era considerado um amuleto poderoso na Grécia Antiga. Em primeiro lugar porque era feito de ferro, elemento que os gregos acreditavam proteger contra todo mal. E seu formato lembrava a Lua crescente, símbolo de fertilidade e prosperidade. Já os cristãos europeus acreditavam que sua origem se deve a São Dunstan de Canterbury, arcebispo inglês conhecido como grande estudioso da metalurgia. Diz à lenda que, Dunstan teria posto ferraduras no demônio e somente as retirou após ouvir a promessa do diabo de que nunca mais se aproximaria do objeto.
ELEFANTE
Ter um elefante de enfeite, sobre um móvel qualquer, sempre com a tromba erguida mas de costas para a porta de entrada, evita a falta de dinheiro.
ESCADA
Nunca passar por debaixo de uma escada, pois ela é a imagem da subida, do acesso social, da elevação. E passar por debaixo do que se eleva é simbolicamente renunciar, afastar-se do que progride, vence. Resultando na perca da boa sorte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário