quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Cleromancia (ou Dadomancia: Adivinhação pelos Dados)

Conta a lenda que os dados surgiram no Oriente através da civilização sumeriana. Sua
verdadeira origem é desconhecida, sabendo-se apenas que outros povos também os
utilizavam para adivinhar o futuro.
Os homens das tribos ciganas costumavam carregar
sempre seus dados nos bolsos para predizer o futuro e tomar decisões. Ler a sorte pela
Cleromancia é rápido e muito simples.
Pois num período de sete a nove dias a previsão
se realiza.
Os ciganos, na grande maioria os homens, jogam com três dados, e só o utilizam depois
de energizá-los com água doce, da chuva, do rio, lago ou cachoeira e consagrá-los
dentro do ritual cigano. Lançam os dados sobre um lenço estampado e com um copo de
água ao lado para neutralizar as forças negativas.
Mas, se você desejar, poderá utilizar a Cleromancia para sua orientação pessoal de
forma simples e direta. Para consultar os dados você irá precisar de um par deles, ou
seja, apenas dois. Uma vez adquiridos, os dados, devem ser energizados pelo seu dono.
Lave-os com água mineral sem gás ou com água misturada com sal grosso. Use a sua
intuição e escolha a forma que melhor lhe convier. Logo após, comece a jogar.
Se você é uma pessoa mística, deixe-os receber a luz do sol e a luz da lua. A saber,
durante uma noite coloque-os na sacada de uma janela até o amanhecer para que sejam

QUIROMANCIA

Quiromancia – O Amor na palma da sua mão
Noções básicas de quiromancia
A quiromancia é uma técnica milenar pela qual podemos analisar o caráter e prever o destino das pessoas. Neste artigo reunimos alguns princípios básicos desta técnica com ênfase especial nos assuntos amorosos, aprenda e coloque em prática!
1–Qual das mãos devemos ler?
Esta é a primeira pergunta que as pessoas costumam fazer acerca da quiromancia, e a resposta é: ambas, e isso depende.
Os estudantes de quiromancia distinguem uma mão da outra, caracterizando-as como ativa e passiva. A mão ativa de uma pessoa destra será a sua mão direita e a sua mão passiva será a mão esquerda. A mão ativa de uma pessoa canhota será a sua mão esquerda e a sua mão passiva será a mão direita.
Geralmente a mão passiva é lida para obter as características herdadas e o potencial de uma pessoa, enquanto que a mão ativa é lida para se conhecer as alterações destes traços herdados.
Uma regra geral da quiromancia é que, se uma pessoa possui traços muito diferentes de uma mão para a outra, isso significa que ela trabalhou ativamente para obter seu desenvolvimento pessoal.
2- O tamanho das mãos
É preciso lembrar-se de considerar a dimensão das mãos de uma pessoa em relação ao corpo. No geral, uma mão grande sugere que uma pessoa gasta mais tempo pensando que agindo. Uma pessoa que tem as mãos relativamente pequena costuma ser mais ativa, gastando mais tempo agindo do que pensando no que fazer.
3-O formato das mãos

De acordo com a quiromancia, existem quatro tipos de formatos aos quais as mãos podem pertencer. Estes formatos estão relacionados aos quatro elementos, Ar, Terra, Fogo e Água. Podemos definir a qual tipo de elemento as mãos pertencem ao verificar o comprimento delas.
Quando as medidas verticais e horizontais da palma da mão forem aproximadamente iguais, esta mão possui uma palma quadrada.
Quando a medida vertical ultrapassa a medida horizontal, esta mão possui uma palma longa.
Os dedos são considerados longos quando o comprimento do dedo médio é igual ou superior a três quartos do comprimento (altura) da palma da mão.
Os dedos são considerados curtos quando o comprimento do dedo médio é inferior a três quartos do comprimento da palma da mão.
Ar – A mão deste elemento se caracteriza por uma palma quadrada, dedos longos e linhas finas e claras. Estas mãos normalmente pertencem a intelectuais e pessoas sociáveis. Estas pessoas costumam ser inquietas e normalmente necessitam de mudanças e estímulos, principalmente a nível mental. No amor, elas costumam procurar por intensa atividade mental.
Terra A mão deste elemento se caracteriza por uma palma quadrada, dedos curtos, pele grossa, profunda e linhas claras e retas. Estas mãos normalmente pertencem a pessoas práticas, ligadas a terra e cheias de vitalidade. Elas geralmente apreciam a natureza e gostam de estar ao ar livre. No amor elas costumam ser muito seguras e simples.
Fogo A mão deste elemento se caracteriza por uma palma longa, dedos curtos, pele quente e linhas proeminentes e firmes. Estas mãos normalmente pertencem a pessoas voltadas à ação e tomadoras de riscos. No amor elas são positivas, confiantes e costumam assumir a liderança em suas relações.
Água A mão deste elemento se caracteriza por uma palma longa, dedos longos, pele úmida, macia, e por linhas finas que nem sempre são claras. Estas mãos normalmente pertencem a pessoas emotivas e criativas. No amor elas costumam ser ingênuas e sempre se focam em cuidar do parceiro e serem cuidadas por ele.
4- o Polegar
Quão flexível é o seu polegar? A flexibilidade do polegar revela a capacidade de adaptação que uma pessoa possui. Quanto mais flexível o polegar, maior a capacidade de adaptar-se às pessoas e situações. A falta de flexibilidade no polegar indica uma pessoa obstinada.
Se o polegar possui uma “cintura”, se sua base for mais estreita que a ponta do dedo, isso indica que essa é uma pessoa polida, que utiliza o tato e a diplomacia em suas relações com os outros.
Algumas pessoas consideram o tamanho do polegar como um indicativo de fidelidade. Polegares longos indicam pessoas que costumam ser fiéis a elas mesmas e aos outros.
5- As Linhas da Palma das Mãos
A palma da mão geralmente possui três tipos de linhas, as linhas principais, as linhas secundárias e as linhas menores.
Uma palma da mão que possui muitas linhas finas acompanhadas de muitas linhas principais indica uma personalidade bastante complexa, sensível e especialmente vulnerável a influências e preocupações externas.
No geral, quanto menos linhas a palma da mão possuir, mais simples será essa pessoa. Estas pessoas costumam viver as suas vidas de forma muito direta e simples.
As linhas principais
Geralmente, existem três linhas de destaque na palma dão mão, estas são as linhas principais. Na palma da mão que segue abaixo a linha superior horizontal que termina no ponto A é a linha do coração. Esta linha corresponde ao amor e as afeições, por isso ela é a linha pela qual se interessam as pessoas que estão procurando informações sobre o comportamento amoroso da pessoa a quem estão lendo a mão. Quanto maior for essa linha, mais apaixonada e ciumenta será essa pessoa. Se essa linha for comprida e cruzar a mão, isso sugere uma pessoa muito controlada emocionalmente. Se essa linha fizer uma curva acentuada em direção ao dedo de Júpiter (o dedo indicador), isso sugerirá uma pessoa bondosa e de natureza afetuosa e razoável em seus relacionamentos. Muitos cruzamentos e quebras na linha do coração indicam períodos de tristeza e dor na vida amorosa.
A linha horizontal que termina no ponto B é a linha da cabeça. Esta linha indica o tipo de inteligência que uma pessoa possui. O espaço entre o início da linha da vida e a linha da cabeça (se houver), indica o nível de cautela que uma pessoa possui. Quando estas linhas estão juntas desde o início, isso sugere que a pessoa é cautelosa e até um pouco medrosa. Quanto mais distantes essa linhas estiverem, mais corajosa, confiante e tomadora de riscos essa pessoa será.
A linha curva que geralmente desce pela palma da mão entre os dedos  indicador e polegar, que na imagem acima termina no ponto C, é a linha da vida. Em termos de relacionamentos, quanto mais longa e dentro da região do monte de Vênus essa linha estiver, mais expansiva e amorosa essa pessoa será. Quanto mais próxima do polegar essa linha estiver, menos generosa com a sua energia e tempo essa pessoa será.
Existe uma linha secundária chamada de linha das conexões. Algumas pessoas chamam essa linha de linha do casamento. Essa linha aparece logo acima da linha do coração, na nossa figura ela surge logo acima do ponto A. Uma linha clara e entrecortada por pequenas linhas horizontais indicam uma pessoa que não terá compromissos muito profundos. Uma linha clara e profunda sugere uma pessoa que viverá uma união longa e feliz. Quando houver mais de uma linha profunda, isso indica que a linha mais baixa pode ser usada para descrever como foram os relacionamentos anteriores na vida dessa pessoa.
6-Os Montes




Na palma das mãos existem uma série de montes em posições diferentes, e cada um deles está associado a um planeta. O monte de Vênus (1) é o monte utilizado para obter informações sobre a vida amorosa de uma pessoa. Este monte está localizado ao lado do polegar e “dentro” da linha da vida. Normalmente certa gordura localizada nessa região sugere que essa pessoa viverá muito amor e prazer. Uma textura carnuda e firme do monte de Vênus indica uma natureza fortemente sexual, enquanto que um monte de Vênus flácido demonstra um baixo nível de vitalidade sexual. Linhas horizontais proeminentes nesta região sugere um amante capaz de encantar poderosamente os seus parceiros. A abundância de linhas finas seguindo em diferentes direções (como uma grade) nesta região, sugere que essa pessoa é muito complexa em relação ao amor. Geralmente, o excesso de linhas localizadas nesta região podem indicar que uma pessoa é facilmente influenciável por forças externas, podendo ser facilmente enganada por seus parceiros. Linhas que formam um triangulo nesta região sugerem pessoas que podem viver casos extraconjugais. Linhas num formato parecido com o de uma lua crescente sugerem pessoas que possuem um forte poder de sedução.
Sobre os Montes
As mãos são compostas por oito montes, cada um tem um nome e define uma característica especifica, quanto maior o monte, mais forte a influência de determinada característica no temperamento da pessoa.
1-Monte de Vênus - representa as emoções básicas, o físico e o sexual. Quando grande, representa um bom apetite, e boa disposição sexual. Quando baixo indica uma saúde mais frágil.
2-Monte de Marte inferior - representa a agressividade, o lado selvagem da pessoa. Quando pequeno, simboliza timidez. De tamanho médio, indica uma pessoa corajosa e agressiva. Grande, um temperamento impulsivo e um grande apetite sexual.
3-Monte de Júpiter - representa a sociabilidade. Se a pessoa não apresenta esse monte desenvolvido, deve ter problemas em lidar com a autoridade. Se for desenvolvido, apresenta boas relações sociais e capacidade de liderança.
4-Monte de Saturno - representa a introspecção. A inexistência desse monte indica pouco poder de decisão e negativismo. Um monte de Saturno saliente é sinônimo de consciência emocional e fidelidade.
5-Monte de Apolo - representa a capacidade criativa. Quando baixo, simboliza pouco poder criativo. Alto, indica extravagância e habilidades artísticas.
6-Monte de Mercúrio - representa o poder de comunicação da pessoa.  Ou seja, quanto maior melhor a sua expressão. Se o seu monte de Mercúrio for baixo, provavelmente enfrentará dificuldades nessa área.
7-Monte de Marte superior - representa o grau de resistência e determinação. Assim, um monte bem definido indica coragem, segurança e persistência. Caso contrário, simboliza falta de foco e de firmeza.
8-Monte da Lua - representa a sua ligação com a imaginação e a realidade. Quando pequeno, indica muita racionalidade. Se grande, equilíbrio entre a razão e a imaginação

Velas e tipos pra cada situação

vela quebra demanda

vela sexo masculino

vela sexo feminino

vela casal  



Calcule o seu frete: http://www.correios.com.br/encomendas/prazo/       
     

Kits de Harmonização. Amor/Financeiro/Limpeza/

Os Kits são:

KITS AMOR
VELA DO AMOR, (CASAL)
OLEO DO AMOR
BANHO DE AMOR

SABONETE INTIMO 
VELA ABRE CAMINHOS (0PCIONAL, VALOR COBRADO A PARTE)

VALOR KIT $ 60,00

KIT DINHEIRO /PROSPERIDADE

VELA DO DINHEIRO
BANHO DE PROSPERIDADE
OLEO DE DINHEIRO
VELA ABRE CAMINHOS (OPCIONAL COBRADO A PARTE)

 VALOR KIT $ 60,00


KIT LIMPEZA

VELA DE ABRE CAMINHOS
BANHO DE LIMPEZA
VELAS DOS ANJOS DA SEMANA
OLEO DE LIMPEZA
VELA DE DESTRANCA E QUEBRA (OPCIONAL, VALOR COBRADO A PARTE)

VALOR KIT 65,00

VELAS AVULSAS

VELA CASAL UNIÃO $ 8,00

VELA CASAL ALMA GEMEAS $ 9,00

VELA DINHEIRO $ 8,00

VELA DESMACHA TUDO (QUEBRA) $ 9,00

VELA QUEBRA DEMANDA $ 9,00

VELAS ANJOS DA SEMANA $ 10,00

VELA ABRE CAMINHOS $ 8,00

VELA DESUNIÃO $ 7,00

VELA SEPARAÇÃO $ 8,00

VELA TRANCA TUDO $ 9,00

VELA GIRA MUNDO $ 9,00

VELA SEXO MASCULINA $ 8,00

VELA SEXO FEMININA $ 8,00

VELA SETE LINHAS $ 9,00

VELA DESTRANCA TUDO $ 8,50

VELA TRANCA RUA DAS ALMAS $ 8,50

VELA TRANCA RUA MAIORAL $ 9,00

VELA EXU  $ 9,00

VELA IMAGEM ANJO GUARDA $ 8,00

VELA CASAL DE ANJOS $ 5,00

VELA TRONQUEIRA $ 10,00

VELA 7 ENCRUZILHADAS $ 10,00

VELA CORAÇÃO $7,00
VELA HOMEM $ 8.00

VELA MULHER $ 8,00


OLEOS ESSENCIAS

OLEO DO AMOR 10ML $ 15,00
OLEO DO AMOR 30ML $ 30,00

OLEO DO DINHEIRO 10ML $15,00
OLEO DO DINHEIRO 30ML $30,00

OLEO DE LIMPEZA ESPIRITUAL $ 15,OO
OLEO DE LIMPEZA ESPIRITUAL $30,00

SABONETE INTIMO 30ML
 COM BABATIMÃO AFRODISIACO

SABONETE DE MORANGO COM BABATIMÃO AFRODISIACO

SABONETE DE PESSEGO   COM BABATIMÃO AFRODISIACO

SABONETE DE UVA   COM BABATIMÃO AFRODISIACO


QUALQUER SABONETE ACIMA E COM BABATIMÃO AFRODISIACO $ 6,00

OS KITS ENVIO VIA SEDEX PARA QUALQUER LUGAR DO BRASIL

CONTATO EM SP:
MARIANA – (11) 84120871 EMAIL – marian.flavia@hotmail.com
CONTATO INTERIOR: 19-91599420 karinetejada@yahoo.com.br

abre caminhos


vela  destranca

vela homem

vela dinheiro

vela coração

vela hey de vencer

vela quebra demanda

vela anjo guarda

vela casal de anjos

vela mulher

vela firma ponto

vela destranca

vela gira mundo

vela sete linhas

vela tranca tudo
vela destranca preta
KARINE – (19) 9159-9420  Claro
                 (11) 8305-2912 Tim
E-MAIL – karinetejada@yahoo.com.br

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Carma ou Karma?

Carma ou karma (do sânscrito कर्म, transl. Karmam, e em pali, Kamma, "ação") é um termo de uso religioso dentro das doutrinas budista, hinduísta e jainista, adotado posteriormente também pela Teosofia, pelo espiritismo e por um subgrupo significativo do movimento New Age, para expressar um conjunto de ações dos homens e suas consequências. Este termo, na física, é equivalente a lei: "Para toda ação existe uma reação de força equivalente em sentido contrário". Neste caso, para toda ação tomada pelo Homem ele pode esperar uma reação. Se praticou o mal então receberá de volta um mal em intensidade equivalente ao mal causado. Se praticou o bem então receberá de volta um bem em intensidade equivalente ao bem causado. Dependendo da doutrina e dos dogmas da religião discutida, este termo pode parecer diferente, porém sua essência sempre foca as ações e suas consequências.


Budismo
No budismo, Kamma ou Karma é a palavra para "ato" ou "ação" e, nesse sentido, usa-se a palavra em textos mais antigos para ilustrar a importância de desenvolver atitudes e intenções corretas. Considera-se que por gerar carma os seres encontram-se presos ao samsara, e portanto a última meta da prática budista é extinguir o carma.

 Esoterismo

Alguns movimentos esotéricos costumam falar em karma no sentido de "conjunto de deméritos acumulados" e em dharma como "conjunto de méritos acumulados" (portanto o contrário de karma). Essa terminologia não é consistente com o uso tradicional das religiões orientais, principalmente porque Dharma significa ensinamento ou verdade em vez de mérito ou virtude. Outros adotam um conceito semelhante ao do Espiritismo.

 Espiritismo

Na visão espírita cada ser humano é um espírito imortal encarnado que herda as consequências boas ou más de suas encarnações anteriores. Embora Allan Kardec não tenha usado em momento algum a palavra "karma" ou qualquer de suas variações, esta veio a ser mais tarde incorporada ao jargão espírita por alguns espíritas, para designar o nível de evolução espiritual de cada indivíduo, ao qual se devem as circunstâncias favoráveis ou desfavoráveis que venha a encontrar. No entanto, para explicar isto o espiritismo apresenta um conceito mais abrangente: a lei de causa e efeito. Enquanto que normalmente o conceito de karma sugere uma dívida a ser resgatada, a lei de causa e efeito nos apresenta a idéia de que o futuro depende das ações e decisões do presente. Uma causa positiva gera uma efeito positivo, enquanto que uma causa negativa gera um efeito igualmente negativo.


Carma é palavra do "sanscrito" e significa, de certa forma, causa e efeito. Quase sempre é utilizada no sentido negativo, ou de cobrança, sofrimento, tendo em contrapartida o Dharma, que seria para as coisas positivas, felicidade, harmonia. Carma é palavra muito antiga vinda dos Vedas, ou do Vendatismo, doutrina milhares de anos mais velhas que o judaísmo e o cristianismo. Grande número de espíritas evitam esse termo por não fazer parte da obra Kardequiana.
Herculano Pires a aceitava tranqüilamente dizendo que ela pode ser utilizada, porque expressa como mais facilidade, com uma única palavra, lei de causa e efeito, ou ação e reação. Em nosso entendimento consideramos que não devemos enfatizar nem uma, nem outra, achando que tudo está relacionado ao pagamento dívidas, que cada contratempo, obstáculo, dor grande ou pequena, seja ação do carma ou da lei de causa e efeito, ou conseqüência do passado.
Precisamos lembrar sempre que existem causas anteriores das aflições, como existem as causas atuais. Respondendo objetivamente a sua pergunta, não achamos que seja equívoco ou engano, mas dentro do possível devemos evitar esses vocábulos que não são espíritas.

Obsessão

Obsessão

Obsessão pode se referir a:

A obsessão

Grupo Espírita Bezerra de Menezes
O que é Obsessão?A Obsessão é o domínio que alguns Espíritos adquirem sobre outros, quer encarnados ou desencarnados, provocando-lhes desequilíbrios psíquicos, emocionais e físicos É uma espécie de constrangimento moral de um indivíduo sobre outro. Pode ser de encarnado para encarnado, encarnado para desencarnado, desencarnado para encarnado e desencarnado para desencarnado. Essa influência negativa e irracional traz para as pessoas problemas diversos, o que as tornam enfermas da alma, necessitando de cuidados, como toda doença. Normalmente se faz tratamento das obsessões em centros espíritas kardecistas sérios.
Se a Obsessão é uma doença da alma, quais são seus sintomas?A obsessão apresenta sintomas tais como: angústia, depressão, perturbação do sono (insônia ou pesadelos), mau humor, desinteresse pelo estudo ou pelo trabalho, isolamento social, pensamentos suicidas, desregramento sexual etc. Não se segue daí, que se conclua que todos os portadores desses sintomas estejam obsediados. Há diversas outras causas, conhecidas da ciência médica, que podem provocar sintomatologia semelhante.
E como se pode tratar essa doença espiritual?A obsessão, sendo uma doença da alma, deverá ser curada definitivamente com a melhoria do indivíduo no campo moral e intelectual. O Espiritismo (doutrina de Allan Kardec) oferece tratamento seguro para essas doenças, pois trata o problema abordando os dois lados da vida. Se for um Espírito desencarnado, ele será chamado por meio de evocações particulares, nas reuniões sérias de intercâmbio espiritual, para uma conversa e conscientização do mal que está praticando. Do lado do encarnado, se cuidará de tratar com a evangelização (moralização) e pela fluidoterapia (aplicação de passes), levando-o ao entendimento do que precisa fazer para libertar-se do mal.
Como o Espírito recém-desencarnado recebe um novo envolvimento amoroso de sua esposa, ainda encarnada no mundo material? Ele não o aceita? Poderá interferir nessa relação? Há um tempo de espera, para que o cônjuge encarnado possa ter novo relacionamento sem magoar quem já desencarnou?Quando o Espírito se desprende da carne, ele entra em uma outra dimensão de vida que é a vida espiritual. Lá, terá um nova percepção das coisas, tendo um raciocínio mais livre, mais pleno, pois não está mais confinado aos limites da matéria. Compreende que viverá outros aprendizados e que os afetos deixados na vida terrena igualmente terão também experiências necessárias ao progresso individual e coletivo. Entretanto, se ele for um Espírito pouco adiantado, permanecerá preso ao seu mundo mental, vivenciando as situações que vivia quando em vida, principalmente se cultivou paixões e sentimentos de posse exacerbados.
Poderá com isso sofrer, se seus entes queridos agem com desinteresse afetivo por ele, se entram em disputa por heranças ou mesmo se seus "amores" interessam-se por outras pessoas. Poderá interferir na vida das pessoas, muitas vezes originando processos obsessivos.
Neste caso, deve-se procurar ajuda espiritual numa casa espírita kardecista, para que o problema seja devidamente equacionado. Claro, essas situações de perturbações são de exceção. Normalmente o que se observa é a compreensão por parte de quem partiu. Não há um tempo específico que seja adequado para que se tenha novo envolvimento amoroso. Vai depender da situação de cada criatura. Nas relações verdadeiras, sinceras e duradouras, geralmente quando um parte o outro permanece um bom tempo sem que encontre substituição em seu coração, quando não opta por permanecer sozinho. Entretanto, nas relações difíceis, que são maioria esmagadora no planeta, a perda não se constitui em problema. Todas essas coisas são regidas pelos sentimentos. O tempo, neste caso, é o que menos importa.
Gostaria de saber como se identifica uma obsessão de encarnado para desencarnado. E como se livrar disso?Sabe-se que a obsessão é uma espécie de constrangimento de um Espírito sobre outro e que isso se dá através da lei das afinidades espirituais (vide pergunta 42). Portanto, as influências ruins podem partir dos encarnados para os desencarnados também. Geralmente isso acontece nas situações onde entre os dois indivíduos existe uma relação em desequilíbrio, tanto de "amor" quanto de "ódio". Pode parecer estranho que se afirme que relações de amor possam gerar processos obsessivos, mas o amor desmedido e possessivo entre duas pessoas (mesmo que seja entre mãe e filho), geram desequilíbrios os mais diversos. Se um deles desencarna é claro que o sentimento permanece o mesmo, a menos que um deles venha a se libertar dele através do esclarecimento. Da mesma forma nos casos de pessoas que desencarnam deixando heranças em que os herdeiros ficam insatisfeitos e não tinham boa relação de afeto com o desencarnado, gerando condições fluídicas mórbidas que envolvem os dois planos. A única forma de se livrar desses problemas é buscando o esclarecimento, procurando uma casa espírita que tenha experiência nesse tipo de atendimento. O tratamento espiritual, esclarecendo os envolvidos no processo, aliado à mudança de postura do indivíduo é a chave para os problemas espirituais de toda ordem.
A depressão pode estar relacionada com obsessão? Como?Os processos obsessivos moderados e graves levam quase sempre a um estado mórbido mental, que favorece enormemente os estados depressivos, com toda a sintomatologia que esta doença produz. Entretanto, nem todos os quadros depressivos podem ser atribuídos às influências espirituais. Existem mecanismos orgânicos, decorrentes de falhas em sínteses hormonais que explicam cientificamente a depressão. Evidentemente que mesmo nesses casos, pode haver influenciação espiritual por conta da atitude mental da criatura, embora não seja esse o agente causador do processo.
Há a possibilidade de ocorrer uma auto-obsessão, ou seja, de uma pessoa encarnada ser obsediada por ela mesma?Sim, há essa possibilidade e não é rara. São pessoas que se encontram numa condição mental doentia, atormentando-se a si mesmo. Vivem em um mundo de desarmonia interior e buscam culpar tudo o que há em sua volta, gerando cada vez mais sofrimentos para si mesma e para quem com ela convive. As causas geralmente residem nos problemas anímicos do indivíduo, ou seja, nos seus próprios dramas pessoais. São traumas, remorsos, culpas e situações provindas do seu mundo íntimo e que prejudicam sua normalidade psicológica. Certamente, por conta de sua atitude mental, entram em sintonia com ambiente espiritual de igual teor, o que agrava o quadro, embora não seja esta a causa determinante da enfermidade. Além da evangelização espírita, costumam-se beneficiar-se enormemente com as psicoterapias, no que devem ser estimulados.
Uma convulsão poderá ser sintoma de uma obsessão?Geralmente as convulsões não são sintomas de obsessão (embora ela possa aparecer associada à enfermidade). As convulsões propriamente ditas são ocasionadas por falhas na estrutura orgânica do homem e necessita de tratamento médico especializado. As alterações do sensório ocasionadas por influências espirituais, não configuram convulsões com o cortejo clínico estudado pela ciência médica terrena. Portanto, há que se ter cautela ao lidar com pessoas que tem crises convulsivas e que querem tratar-se nas casas espíritas. Elas podem ser portadoras de enfermidade epiléptica e necessitam de avaliação médica. Crises de subjugação possuem algumas características das crises epilépticas, mas são bem diferentes. Na epilepsia quase sempre o paciente perde a consciência e desfalece, com movimentos motores involuntátios. Na crise de subjugação, não! Observa-se brusca mudança de comportamento e o perturbado pode cair ao chão, porém, não desfalece e comporta-se como se fosse uma outra pessoa.
Como devemos proceder junto a uma pessoa que está sob o império da fascinação?Casos de fascinação são muito comuns entre encarnados, e mesmo dentro das casas espíritas que endeusam seus médiuns ou dirigentes. Antes de concluirmos se uma pessoa está sendo vítima da terrível fascinação, é preciso pesar na balança do bom senso. Levemos o problema ao exame de sociedades idôneas, que não estejam sob o domínio das nossas idéias, para opinarem. Se tivermos certeza da obsessão, devemos procurar orientar aquele que padece. Havendo abertura, temos que ir esclarecendo o enfermo aos poucos, fazendo-o ver a presença da má influência. O que acontece na maioria das vezes, é a existência. O espírita é orgulhoso e, geralmente, não aceita que esteja mal assistido. Nestes casos, o melhor é deixá-lo nas mãos da influência em que se compraz. Só aprenderá com a dor.

Apometria Parte II

 Apometria - do prefixo grego apo (além de) e do radical metria (medida) - é definida como um conhecimento que se propõem a estudar aquilo que estaria além das formas de medida convencionais. O termo está associado a uma prática terapêutica alternativa, de natureza espiritualista, consistente no desdobramento e na dissociação dos múltiplos corpos de que seria constituído o ser humano, mediante uma seqüência de pulsos ou comandos energéticos mentais. A terapia foi introduzida no Brasil pelo farmacêutico e bioquímico porto-riquenho, Luis Rodrigues, que a chamava de "Hipnometria", e utilizava a técnica de contagem progressiva para obter o desdobramento anímico controlado. Na década de 1960, foi sistematizada pelo Médico José Lacerda de Azevedo (1919-1997), no Hospital Espírita de Porto Alegre, que lhe trocou o nome para "Apometria".

A terapia
Serve para ajudar na cura de problemas de comportamento que afligem as pessoas. Ou seja, pode haver um desequilíbrio espiritual ou emocional que chega até o corpo e aparece como forma indesejada de comportamento ou como doença. Sua ação fundamenta-se na existência de desdobramentos de personalidade, adquiridas nesta encarnação ou em nossas vidas passadas (outras encarnações). Os especialistas e estudiosos de apometria atuam gratuitamente em centros espíritas para fazer esta cura como intermediários entre o astral e o físico. Trabalham sobre estas diferentes reações de personalidade fazendo com que as perturbações sejam superadas pelas pessoas.

De acordo com seus preceitos, é uma espécie de energia, direcionada pela atuação da força de vontade do condutor dos trabalhos, e impregnada de amor, canalizada na forma de "pulsos magnéticos" para tratar portadores de transtornos psicológicos, doenças genéticas de difícil resposta à terapêutica médica, ou consideradas incuráveis.


Leis da Apometria
  • Primeira Lei: Lei do desdobramento espiritual.
  • Segunda Lei: Lei do acoplamento físico.
  • Terceira Lei: Lei da ação à distancia, pelo espírito desdobrado.
  • Quinta Lei: Lei da revitalização dos médiuns.
  • Sexta Lei: Lei da condução do espírito desdobrado, de paciente encarnado, para os planos mais altos, em hospitais do astral.
  • Sétima Lei: Lei da ação dos espíritos desencarnados socorristas sobre os pacientes desdobrados.
  • Oitava Lei: Lei do ajustamento de sintonia vibratória dos espíritos desencarnados com o médium ou com outros espíritos desencarnados, ou de ajustamento da sintonia destes com o ambiente para onde, momentaneamente, forem enviados.
  • Nona Lei: Lei do deslocamento de um espírito no espaço e no tempo.
  • Décima Lei: Lei da dissociação do espaço-tempo.
  • Décima Primeira Lei: Lei da ação telúrica sobre os espíritos desencarnados que evitam a reencarnação.
  • Décima Segunda Lei: Lei do choque do tempo.
  • Décima Terceira Lei: Lei da influência dos espíritos desencarnados, em sofrimento, vivendo ainda no passado, sobre o presente dos doentes obsediados.

Técnicas apométricas
  • Desdobramento espiritual
  • Pulso magnético
  • Dialimetria
  • Técnicas de sintonia psíquica com os espíritos
  • Dissociação do espaço-tempo
  • Cromoterapia mentalística
  • Técnica do Circo - Faiçal Baracat

 A constituição setenária do ser

Na óptica da apometria, o ser humano é composto por sete corpos. São eles:

Forças empregadas na apometria

 Força mental

Segundo os preceitos da Apometria, a mente é uma "usina de força" que tem o poder ilimitado de moldar, mover e direcionar a "energia cósmica". Nesse sentido, Ramatis insistiria na idéia de que "toda magia é mental", pois é a força e a intenção de um pensamento que pode determinar se uma magia é benigna (magia branca) ou se interfere no livre arbítrio alheio, principalmente para fins egoísticos, fúteis ou prejudiciais (magia negra).
Ainda, de acordo com esta, a energia mental é de natureza "radiante". O pensamento pode ser transmitido à distância e captado de forma integral ou parcial por qualquer ser que tenha uma certa sensibilidade. Assim, o pensamento tem direção e um ponto de aplicação que é o seu objeto.

 Força zeta

Segundo a Apometria, a Força Zeta, é a liberação de energia condensada de um corpo físico. Desta forma, o operador apométrico utilizaria a energia do seu próprio corpo para criar campos de força, além de inúmeras outras aplicações da energia.

Vidência e Clarividência

A Vidência

A Vidência

Carlos Bernardo Oliveira
Allan Kardec recomenda provas positivas aos médiuns videntes.
Segundo Allan Kardec, os médiuns videntes são dotados da faculdade de ver os Espíritos. Há os que gozam dessa faculdade em estado normal, perfeitamente acordados, guardando lembrança precisa do que viram. Outros só a possuem em estado sonambúlico ou aproximado ao sonambulismo. Incluem-se na categoria de médiuns videntes todas as pessoas dotadas de dupla vista. A possibilidade de ver os Espíritos em sonho é também uma espécie de mediunidade, mas não constitui propriamente a mediunidade de vidência.
O médium vidente acredita ver pelos olhos, como os que têm dupla vista, mas na realidade é a alma que vê, e por essa razão eles tanto vêem com os olhos abertos ou fechados.
Devemos distinguir as aparições acidentais e espontâneas da faculdade propriamente dita de ver Espíritos. As primeiras ocorrem com mais freqüência no momento da morte de pessoas amadas ou conhecidas que vêm advertir-nos de sua passagem para o outro mundo. Há numerosos exemplos de casos dessa espécie, sem falar das ocorrências de visões durante o sono. De outras vezes são parentes ou amigos que, embora mortos há muito tempo, aparecem para nos avisar de um perigo, dar um conselho ou pedir ajuda - é sempre a execução de um serviço que ele não pôde fazer em vida ou o socorro das preces.
Essas aparições constituem fatos isolados, tendo um caráter individual e pessoal. Não constituem, pois, uma faculdade propriamente dita. A faculdade consiste na possibilidade, senão permanente, pelo menos freqüente, de ver os Espíritos que se aproximam, mesmo que estranhos. É esta faculdade que define o médium vidente.
Entre os médiuns videntes há os que vêem somente os Espíritos evocados, podendo descrevê-los com minuciosa exatidão. Conseguem descrevê-los nos menores detalhes dos seus gestos, da expressão fisionômica, os traços característicos do rosto, as roupas e até mesmo os sentimentos que revelam. Há outros que possuem a faculdade em sentido mais geral, vendo toda a população espírita do ambiente ir e, poder-se-ia dizer, entregue a seus afazeres.
Kardec, ainda em "O LIVRO DOS MÉDIUNS", relata o seguinte e singular episódio:
Assistimos, certa noite, à representação da ópera Óberon ao lado de um excelente médium vidente. Havia no salão grande número de lugares vazios, mas muitos estavam ocupados por Espíritos que pareciam escutar as suas conversas. No palco se passava outra cena; por trás dos atores muitos Espíritos joviais se divertiam em contracená-los, imitando-lhes os gestos de maneira grotesca. Outros, mais sérios, pareciam inspirar os cantores, esforçando-se por lhes dar mais energia. Um desses mantinha-se junto a uma das principais cantoras. Julgamos as suas intenções um tanto levianas e o evocamos após o baixar das cortinas. Atendeu-nos e reprovou o nosso julgamento temerário. - Não sou o que pensas - disse -sou o seu guia protetor; cabe-me dirigi-la. Após alguns minutos de conversação bastante séria, deixou-nos dizendo: -Adeus. Ela está no seu camarim e preciso velar por ela;
Evocamos depois o Espírito de Weber, autor da peça, e lhe perguntamos o que achava da representação. - Não foi muito má - respondeu -, mas fraca. Os atores cantam, eis tudo. Faltou inspiração. Espera - acrescentou - vou tentar insuflar-lhes um pouco do fogo sagrado! Vimo-lo, então, sobre o palco, palrando acima dos atores. Um eflúvio parecia se derramar dele para os intérpretes, espalhando-se sobre eles. Nesse momento verificou-se entre eles uma visível recrudescência da energia.
Kardec conta, em seguida, outro caso:
Assistíamos a uma representação teatral com outro médium vidente. Conversando com um Espírito espectador, disse-nos ele: - Estás vendo aquelas duas senhoras sozinhas num camarote de primeira? Pois bem, vou me esforçar para tirá-las do salão. Dito isso, dirigiu-se ao camarote das senhoras e começou a falar-lhes. Súbito as duas, que estavam muito atentas ao espetáculo, se entreolharam, parecendo consultar-se, e a seguir se foram, não voltando mais. O Espírito nos fez, então, um gesto gaiato, significando que cumprira a palavra. Mas não o pudemos rever para pedir-lhe maiores explicações.
Muitas vezes somos assim testemunhas (visuais) do papel que os Espíritos exercem entre os vivos. Observamo-los em diversos lugares de reunião: em bailes, concertos, sermões, funerais, núpcias etc., e em toda parte os encontramos atiçando as más paixões, insuflando a discórdia, excitando as rixas, motivando os apetites sexuais e rejubilando-se com suas proezas. Outros, pelo contrário, combatem essa influência perniciosa, mas só raramente são ouvidos... A faculdade de ver os Espíritos é uma dessas faculdades cujo desenvolvimento deve processar-se naturalmente, sem que se provoque.
Os médiuns videntes, finaliza Kardec, são raros e deve-se ter muitas razões para submetê-los ao crivo da observação. E prudente não lhes dar fé senão mediante provas positivas. Não nos referimos - sentencia Kardec - aos que alimentam a ridícula ilusão dos Espíritos-glóbulos.
  1. A vidência propriamente dita independe dos olhos material, porque é uma visão anímica, a alma vê fora do corpo. É o que a Parapsicologia chama de percepção extrasensorial'. A dupla vista se manifesta sempre como um desdobramento da visão norma.
  2. O exame de alguns efeitos óticos deram origem ao estranho sistema dos Espíritos-glóbulos. Esses efeitos óticos são considerados, por algumas pessoas, Espíritos. Afirmam que eles as acompanham: vão para a direita e para a esquerda, para cima e para baixo, conforme elas movem a cabeça.

O que é Apometria?

O que é Apometria? -

Pelos caminhos da vida, tive o prazer de conhecer Dimas Silveira (autor do livro Ponte para Redenção), pessoa que trabalhou diretamente com o Dr José Lacerda de Azevedo nos primórdios da Apometria em Porto Alegre e com a qual tive a honra de aprender a técnica. Muitas das anotações e registros que ele fazia durante as seções de apometria dirigidas pelo Dr José Lacerda se transformaram em laudas que hoje compõem o livro "Espírito e Matéria".

Mas, o que é Apometria?

O termo origina-se do grego, APO = além de; METRON = medida, no caso, afastamento temporário do perispírito, do corpo físico, sem comprometer a sua ligação com o "cordão de prata", com sua projeção no tempo e no espaço, para locais de refazimento e socorro espirituais. Representa a indução do clássico desdobramento, produzido por componentes materiais somáticos e espirituais do homem. Esta técnica é aplicada por encarnados e efetuada sob a direção e responsabilidade dos Mentores Espirituais, sob o comando energético da mente e faculdades mediúnicas do dirigente e seu grupo de trabalho, isto é, "mentes sob a ação da vontade". A onda energética resultante é condensada/aglomerada e seu fluxo contínuo "aplicado" à finalidade que se destina. A vontade do operador (dirigente) irá exteriorizar os recursos disponíveis através de pulsos energéticos emitidos por contagem magnética. Todo o processo conduzido com AMOR, como extensão da energia criadoras, para ser aplicado na ajuda a pessoas, espíritos desencarnados ou grupos de necessitados.

REGRA DE OURO DA APOMETRIA: Aqui, no entanto, devemos clarinar um vigoroso alerta para os entusiasmos que possamos estar provocando. Como fundamento de todo esse trabalho – como, de resto, de todo trabalho espiritual – dever estar o AMOR. Ele é o alicerce.

LEIS DA APOMETRIA

Primeira Lei: Lei do Desdobramento Espiritual (Lei básica da Apometria).
“Toda vez que, em situação experimental ou normal, dermos uma ordem de comando a qualquer criatura humana, visando à separação do seu corpo espiritual – Corpo Astral – do seu corpo físico, e, ao mesmo tempo, projetarmos sobre ela pulsos energéticos através de uma contagem lenta, dar-se-á o desdobramento completo dessa criatura, conservando ela sua consciência”.

Segunda Lei: Lei do Acoplamento físico.
“Toda vez que se der um comando para que se reintegre no corpo físico o espírito de uma pessoa desdobrada, (o comando se acompanhando de contagem progressiva), dar-se-á imediato e completo acoplamento no corpo físico”.

Terceira Lei: Lei de ação à distância, pelo espírito desdobrado (Lei das viagens astrais).
“Toda vez que se ordenar ao espírito desdobrado do médium uma visita a lugar distante, fazendo com que esse comando se acompanhe de pulsos energéticos através de contagem pausada, o espírito desdobrado obedecerá à ordem, conservando sua consciência e tendo percepção clara e completa do ambiente (espiritual ou não) para onde foram enviados”.
Nota importante: Esta lei, de ordinário, só funciona em sensitivos videntes os quais, vias de regra, conservam a vidência quando desdobrados.

Quarta Lei: Lei da formação dos campos-de-força.
“Toda vez que mentalizarmos a formação de uma barreira magnética, por meio de impulsos energéticos, através de contagem, formar-se-ão campos-de-força de natureza magnética, circunscrevendo a região espacial visada na forma que o operador imaginou”.

Quinta Lei: Lei da Revitalização dos Médiuns.
“Toda vez que tocarmos o corpo do médium (cabeça, mãos), mentalizando a transferência de nossa força vital, acompanhando-a da contagem de pulsos, essa energia será transferida. O médium começará recebê-la, sentindo-se revitalizado.”

Sexta Lei: Lei da Condução do Espírito Desdobrado, de Paciente Encarnado para os planos mais altos, em Hospitais do Astral.
“Espíritos desdobrados de pacientes encarnados somente poderão subir a planos superiores do astral se estiverem livres de peias magnéticas”.

Sétima Lei: Lei da Ação dos Espíritos Desencarnados Socorristas Sobre os Pacientes Desdobrados.
“Espíritos socorristas agem com muito mais facilidade sobre os enfermos se estes estiverem desdobrados, pois que uns e outros, desta forma, se encontram na mesma dimensão”.

Oitava Lei: Lei do Ajustamento de sintonia vibratória dos Espíritos Desencarnados com o Médium ou com outros espíritos desencarnados, ou de ajustamento da sintonia destes com o ambiente para onde, momentaneamente, foram enviados.
“Pode-se fazer a ligação vibratória de espíritos desencarnados com médium ou entre espíritos desencarnados, bem como sintonizar esses espíritos com o meio onde foram colocados, para que percebam e sintam nitidamente a situação vibratória desses ambientes”.

Nona Lei: Lei do deslocamento de um espírito no espaço e tempo.
“Se ordenarmos a um espírito incorporado a volta à determinada época do passado, acompanhando-a de emissão de pulsos energéticos através de contagem, o espírito retorna à época do passado que lhe foi determinado”.

Décima Lei: lei da dissociação do espaço-tempo.
“Se, por aceleração do fator Tempo, colocarmos no Futuro um espírito incorporado, sob o comendo de pulsos energéticos, ele sofre um salto quântico, caindo em região astral compatível com seu campo vibratório e peso específico karmico negativo, ficando imediatamente sob a ação de toda a energia Karmica negativa de que é portador”.

Décima-Primeira Lei: Lei da Ação Telúrica sobre os espíritos desencarnados que evitam a reencarnação.
“Toda vez que um espírito desencarnado, possuidor de mente e inteligência bastante fortes, consegue resistir à Lei da Reencarnação, sustando a aplicação dela nele próprio, por longos períodos de tempo (para atender a interesses mesquinhos de poder e domínio de seres desencarnados e encarnados), começa a sofrer a atração da massa planetária, sintonizando-se em processo lento, mas progressivo, com o Planeta. Sofre apoucamento do padrão vibratório, por que o Planeta exerce sobre ele uma ação destrutiva, deformante, que deteriora a forma do espírito e de tudo o que o cerca, em degradação lenta e inexorável”.

Décima-Segunda Lei: Lei do choque do tempo.
“Toda vez que levarmos ao Passado espírito desencarnado e incorporado em médium, fica ele sujeito a outra equação de Tempo. Nessa situação, cessa o desenrolar da seqüência de Tempo tal qual o conhecemos, ficando o fenômeno temporal atual sobreposto ao Passado”.

Décima-Terceira Lei: Lei da influência dos espíritos desencarnados, em sofrimento, vivendo ainda no passado, sobre o presente dos doentes obsidiados.
“Enquanto houver espíritos em sofrimento do Passado de um obsidiado, tratamentos de desobsessão não alcançarão pleno êxito, continuando o enfermo encarnado com períodos de melhora seguido por outros de profunda depressão ou de agitação psicomotora”.

A Apometria é enfim, uma técnica altamente eficaz se utilizada com AMOR,  baseada em regras de física quântica, que não tem necessariamente vínculo com religiões, mas por princípio é utilizada em sintonia com os princípios evangélico-cristãos.

ALMAS GEMEAS

 
             
"Deus, em seu infinito poder, ao sentir-se só no universo criou milhares de vidas em forma de luz. Todas elas foram geradas, cada qual, em uma choncha translúcida e aquecida pelo amor do Criador. Mas ao abrirem-se essas conchas, as luzes se dividiram em duas e seguiram rumos diferentes pelo cosmos. Eis que então, uma parte vive em busca da outra para serem novamente um único raio vibrante de luz."(Cigano Thiago de Aley)

 O homem só é realmente feliz quando encontra o pleno e sublime amor. Assim tem sido por toda a história da humanidade.

Não se conhece um único ser que nunca tenha sentido a falta de alguém, mesmo sem saber de quem. Este sentimento é a busca de algo que complete a própria alma: a procura da "alma gêmea".

Muitas vezes, leva-se muitos anos para que as duas almas se reencontrem. Porém, em nenhum estágio da existência ambas deixam de se querer. Não importa quantas encarnações precisem viver para que chegue o momento de permanecerem unidas por toda a eternidade.
(Rosângela)


                            

Anjos

PROSPERE SEMPRE

PROSPERE!Forum VerrouilléForum VerrouilléForum VerrouilléForum VerrouilléForum Verrouillé

"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma, todo o universo conspira a seu favor." (Goethe)


 Regras:
Forum Verrouillé Dê-se as mãos! Você é o seu maior aliado.

Forum Verrouillé Não dê ouvidos ao negativismo! Isso nada constrói.

Forum Verrouillé Aperfeiçoe o seu potencial! Somente você poderá fazê-lo.

Forum Verrouillé faça de suas tentativas inglórias um atalho para novas experiências! Recomece.

Forum Verrouillé Acredite em seus objetivos! Ninguém irá acreditar por você.

Forum Verrouillé Viva um momento de cada vez! A ansiedade é pedra em seu caminho.

Forum Verrouillé Não preserve mágoas! A lei de Causa e Efeito conspira a seu favor.

Forum Verrouillé Sinta-se próspero! Assim, o medo não lhe deterá.

Forum Verrouillé Não se prenda ao passado! Somente o agora é realidade.

Forum Verrouillé Admita seus sonhos! Negá-los é impedí-los que se realizem.

Forum Verrouillé Analise exemplos de pessoas prósperas! Essa é a melhor escola.

Forum Verrouillé Jamais diga: "eu não posso"! Não se torne seu maior empecilho.

Forum Verrouillé Não perca tempo com lamentações! Caminhe em frente!

Forum Verrouillé 
Desperte todas as manhãs confiante! Cada dia é uma nova oportunidade.

Forum Verrouillé Não dependa do reconhecimento alheio! Você é quem deve acreditar em seu desempenho.

Forum Verrouillé seja confiante! o receio não conduz para onde se quer chegar.

Forum Verrouillé Não se compare aos derrotados! valorize-se diante de si mesmo.

Forum Verrouillé mantenha a boa disciplina! uma vida organizada é uma vida próspera.

Forum Verrouillé Não culpe os outros por aquilo que não conquistou! seu sucesso é de sua total responsabilidade.

Forum Verrouillé 
Não  protele seus afazeres! Nenhuma árvore gera um fruto no dia seguinte.

Forum Verrouillé 
Não se prive das horas de descanso! O repouso é fonte de energia para que você possa continuar. 

Forum Verrouillé Reconheça o quanto precisa aprender! somente assim será um vencedor.

 Regras Especiais:Forum Verrouillé renove a cada dia a fé em você mesmo!

Forum Verrouillé nunca desista! quando o sonho é possível o universo lhe conspira favorável.

Forum Verrouillé Não espere que seus sonhos se realizem para começar a ser feliz! a felicidade brota, cresce e vive dentro de você.

Forum Verrouillé Sobre tudo, aceite-se! você é perfeito!